Como fazer um Resumo

14
11285

Como fazer um ResumoAo longo de toda a vida escolar, desde os anos do ensino fundamental até as carteiras do ensino superior, é recorrente a solicitação de resumos por parte dos professores, tarefa que muitos alunos enxergam como enfadonha e até mesmo desimportante. Então, que tal aprender como fazer um resumo?

Existem diversos tipos de resumo e por isso, para direcionar a escrita, é necessário que se conheça a finalidade da produção – só assim se poderá definir a abrangência das informações que serão repassadas. Todo resumo tem como objetivo transmitir as ideias presentes no seu texto original de forma fiel, seguindo a forma padrão, ele deve trazer as opiniões do autor seguindo sua progressão original e não emitir julgamentos ou comentários pessoais sobre a obra em si.

Brevidade, concisão e clareza são características deste tipo de texto, portanto, é impossível produzi-lo de forma satisfatória sem que haja paciência, concentração e leitura proficiente. Na produção de um resumo é indispensável atentar para a questão da pessoalidade do texto, o que significa que, para que a atividade seja feita de forma satisfatória, não se pode copiar as impressões de outras pessoas ou simplesmente fazer um recorte-e-cole das partes que você considera como mais importantes – o que deve ser feito é um trabalho de leitura, releituras e identificação das ideias mais importantes que, posteriormente, deverão ser transmitidas de forma breve e bem organizadas.

Em suma, é preciso esclarecer que não existe uma “fórmula mágica” ou um modelo fixo a ser seguido para fazer um bom resumo, mas alguns procedimentos podem auxiliar muito o estudante na hora de escrever. São eles:

  • Leitura atenta: é preciso ler com atenção o texto que se pretende resumir, destacando desde o início qual é o tema discutido e qual é a forma como o autor se apresenta, se ele se mantém distante ou próximo e de que recursos ele se utiliza para concordar ou discordar com determinados aspectos de um assunto, caso o texto envolva algum tipo de debate.
  • Identificação do gênero: Outro passo importante é identificar a que gênero pertence o texto original, ou seja, definir se a base do seu resumo é uma narrativa, uma crônica, um artigo de opinião, um capítulo de livro… São muitas as possibilidades e o que vai tornar esse processo de identificação mais fácil é um bom histórico de leituras, quanto mais se lê, mais familiaridade se tem com diversos tipos de texto.
  • Distinção entre as ideias primárias e secundárias: para montar um bom resumo, é preciso conhecer a ideia central de cada parágrafo, pois todo texto escrito em prosa (organizado em linhas e parágrafos)  apresenta um tema central e várias outras informações que se desenvolvem a partir do  núcleo presente em cada um dos agrupamento de frases. Partindo de uma ideia primária, o autor traz outras informações sobre o assunto (ideias secundárias), elas são importantes para a leitura, mas não são tão indispensáveis quanto às primeiras.
  • Esquematização do resultado da leitura: Durante o processo de leitura e de caracterização do texto original, é aconselhável que se vá anotando os aspectos identificados na ordem em que aparecem, uma técnica bastante utilizada é o sublinhamento, o ato de marcar as partes consideradas mais importantes é muito útil no momento de redigir o resumo.

Estes são procedimentos básicos que antecedem o momento da escrita em si, na hora de montar o resumo, o ideal é que se recorra às anotações feitas durante a leitura e se releia o texto original quantas vezes forem necessárias. Inicialmente, é preciso informar o título e o nome do(s) autor (es). Além disso, é recomendável que se faça uma pequena contextualização quanto ao tema e o período histórico no qual a produção está inserida. Daí em diante, as ideias, fatos ou argumentos devem ser apresentados de forma objetiva, respeitando sempre a sequência utilizada pelo autor no texto original.

Pronto, agora você já pode fazer um resumo e arrasar nos estudos!