Revolução francesa – Causas, resumo

Revolução francesa – Causas, resumo

A Revolução Francesa trata de acontecimentos que acontecerem e mudaram a política do país entre 5 de maio de 1789 e 9 de novembro de 1799 e foi um dos maiores acontecimentos da humanidade.

Neste intervalo de tempo, houve a convocação dos Estados Gerais, juntamente com a queda de Bastilha, além do golpe de estado de Napoleão Bonaparte, mais conhecido como 18 de Brumário.

Foi a Revolução Francesa que estimulou o início da Idade Contemporânea e seu principal benefício foi a eliminação da escravidão, a servidão e os direitos feudais, a promoção da liberdade e dos direitos individuais e da sociedade que foram conquistados.

Mas antes de tudo isso acontecer na França ocorreu os sistemas de governo como ditadura, impérios e monarquia constitucional.

Os principais motivos que geraram o surgimento da Revolução Francesa foram os seguintes:

  • A crise financeira sofrida pelo país antes da revolução (uma das principais causas).
  • Os envolvimentos da França na Guerra de Independência dos Estados Unidos, além da participação e derrota na Guerra dos Sete Anos, resultaram em motivos bélicos para o surgimento da crise e também para a insatisfação geral do povo.
  • As finanças e os custos gerados pela Corte de Luís XVI foi um dos fatores para a crise financeira. Os tributos estavam pesados para o povo e, com a isenção de pagamentos de impostos para os Privilegiados, além dos gastos supérfluos da Corte, pesaram muito na balança da insatisfação do povo.

A Revolução Francesa pode ser dividida em quatro partes, cada uma delas com suas características e estágios diferentes:

  • · O primeiro período foi a Assembleia Constituinte e ocorreu entre 9 de julho de 1789 até 30 de setembro de 1791.
  • · O segundo período foi a Assembleia Legislativa e ocorreu entre 8 de outubro de 1791 até 7 de setembro de 1792 aproximadamente.
  • · Logo depois veio a Convenção Nacional, ocorrida entre 20 de setembro de 1972 até 26 de outubro de 1795.
  • · Por fim, veio o Período do Diretório, ocorrido até 1799.

Os principais fatos ocorridos e que tiveram importante colaboração e influência na Revolução Francesa foram os seguintes:

  • Revolta dos Notáveis em 1787.
  • Em 1789, com a Revolta do Terceiro Estado, a Tomada de Bastilha e a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão.
  • Confisco dos bens do Clero, em 1790.
  • Estabelecimento da Monarquia Constitucional e fuga seguida da prisão de Luís XVI, em 1791.
  • França sendo invadida pela Áustria e Prússia, em 1792.
  • Golpe de estado, em 1799, por Napoleão Bonaparte.

A participação de diversos personagens e força governamentais, além da influência do povo, deixaram a revolução mais intensa.

A Revolução Francesa foi um dos acontecimentos mais conturbados da História, além de ser uma das mais importantes revoluções na história da humanidade.


54 comentários em “Revolução francesa – Causas, resumo

  1. Quem escreveu ou tinha pressa ou estava com sono pois é tão pequeno que me da vontade de chorar.

    Já começaram falando sobre o final da revolução, 18 brumário.

    Melhor mesmo é a INFOESCOLA.

  2. "acontecimentos que acontecerem"???? eu acho q ta meio errado ein?

  3. Sinal que leu rsrs' normalmente as pessoas só dão um CTRL + C e Já era kk!

  4. “Logo depois veio a Convenção Nacional, ocorrida entre 20 de setembro de 1972 até 26 de outubro de 1795.”
    Não seria de 1792-1795?

  5. Emerson Barros mas bem q podia melhorar a concordância das palavras

  6. O que foi a Prússia?

    A Prússia foi uma poderosa nação européia que dominou boa parte do centro do continente no século 19. Suas raízes, porém, vêm da Idade Média, quando o país era habitado por caçadores e criadores de gado. Do século 13 em diante, a área caiu na mão de reinos germânicos, que impuseram costumes próprios e transformaram a Prússia em uma máquina de guerra. O auge dessa fera militar ocorreu em 1871, quando o ministro-presidente prussiano Otto von Bismarck liderou a unificação dos Estados de origem germânica para criar um novo país, o Império Alemão. Depois desse processo, a Prússia passou a ser um Estado dentro do Império Alemão, com uma constituição própria e relativa liberdade de decisão em relação ao governo central. Essa organização começaria a ruir com a derrota alemã na Primeira Guerra, em 1918. Na ressaca da surra, o Império Alemão tornou-se uma república – que depois ganhou o nome de Alemanha – e a Prússia perdeu território para países vizinhos. As dificuldades aumentaram na década de 30, quando Hitler chegou ao governo na Alemanha. Concentrando o poder em suas mãos, o ditador acabou com a autonomia administrativa da Prússia e meteu a Alemanha na Segunda Guerra (1939-1945). Por causa da nova derrota, os nazistas foram varridos do poder e a Alemanha passou por uma reestruturação. Na onda da reconstrução, a Prússia deu adeus ao mapa. Em 1947, o Estado foi oficialmente abolido, perdendo seu governador e sua representação parlamentar.

  7. Ninguém percebeu q na parte ("Logo depois veio a Convenção Nacional, ocorrida entre 20 de setembro de 1972 até 26 de outubro de 1795") a data está errada. não é 1972, e sim 1792!

  8. Sr. Zen Devill, para falar a verdade, os comentários devem ser usados para críticas, feedbacks, elogios, e até perguntas. Então o direito do Sr. Isaac de criticar é certo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>