Medicina Veterinária – Faculdades, Salário, Mercado de trabalho

0
807

Medicina Veterinária - Salário, Faculdades, Curso

É muito comum associar a medicina veterinária ao cuidado dos animais domésticos, mas os veterinários não cuidam só de cães e gatos. Veja abaixo o que pode fazer um médico veterinário, quais as melhores faculdades de medicina veterinária e qual o salário de um profissional formado.

O que é Medicina Veterinária

A medicina veterinária é a área que trata das questões de saúde animal. Dentro desse campo, podemos destacar vários campos específicos, como clínica médica e cirúrgica, saneamento ambiental, medicina veterinária preventiva, saúde pública, inspeção de produtos de origem animal, zootecnia, nutrição animal, produção e reprodução animal, proteção ao meio ambiente e administração agropecuária e agroindustrial.

O médico veterinário é o profissional preparado para interpretar os sinais clínicos, exames de laboratório e alterações funcionais dos animais, identificar e compreender as patologias e suas causas, ajudando na prevenção, controle e erradicação de doenças animais. Com esse conhecimento, o médico veterinário terá condições de realizar diagnósticos e prognósticos, determinando os tratamentos necessários, para casos individuais ou populacionais.

A formação do médico veterinário é generalista, portanto, após a graduação, o formando poderá fazer uma especialização. São diversas áreas, entre elas a medicina de animais silvestres, medicina de animais aquáticos, acupuntura e farmacologia.

O curso e as disciplinas de Medicina Veterinária

Curso de medicina veterinária e faculdades

O médico veterinário não é formado apenas para se preocupar com os animais. A formação envolve uma série de disciplinas que associam a medicina veterinária aos diversos campos da sociedade, procurando destacar a importância da profissão na promoção da saúde pública, da vigilância do meio ambiente e no bem-estar social.

Os cursos geralmente são divididos em três ciclos, voltados para a formação básica, humanística e profissionalizante do aluno. Na formação básica de Medicina Veterinária, as disciplinas são ligadas ao exercício da clínica médica, cirúrgica e reprodutiva, enquanto a formação humanística trata das relações da medicina veterinária com a sociedade e o meio ambiente. Já a formação profissionalizante diz respeito às técnicas de zootecnia e produção animal.

Nos primeiros semestres, as disciplinas envolvem os conhecimentos biológicos, que são essenciais para atuar na clínica veterinária. Essas disciplinas são divididas em estudo de anatomia animal, genética, fisiologia, embriologia, imunologia, parasitologia, bioquímica e biofísica animal.

Depois de adquirir os conhecimentos teóricos básicos, o aluno é introduzido nas disciplinas práticas, que tratam das patologias animais, anestesiologia, farmacologia, clínica de pequenos e grandes animais, diagnóstico por imagem, obstetrícia animal, reprodução, técnicas operatórias e prática hospitalar.

No campo da zootecnia, as disciplinas são divididas entre bovinocultura de corte e de leite, suinocultura, avicultura, ovinocultura, pscicultura, apicultura e agrostologia, que é uma área da botânica que estuda as formações das espécies de plantas que forram o solo, e no caso específico da veterinária, aquelas destinadas à pastagem e alimentação dos animais.

Na formação humanistica da Medicina Veterninária, o aluno terá contato principalmente com as questões ambientais e ecológicas, e aquelas ligadas à administração, planejamento, marketing e relações humanas no campo da veterinária. As disciplinas possuem conteúdos de informática para a agropecuária, antropologia, planejamento de saúde animal, nutrição, zoonoses, inspeção de alimentos de origem animal, ética profissional, legislação e saúde pública.

Algumas disciplinas do curso de Medicina Veterinária são exclusivamente teóricas, enquanto outras são exclusivamente práticas, mas a maioria possui carga horária teórica e prática. As atividades práticas do curso são realizadas em laboratórios ou nos hospitais veterinários das instituições. O estágio é obrigatório, porém, ao contrário da medicina, os alunos da medicina veterinária não precisam de residência para concluir o curso.

O curso tem duração média de 10 semestres, e ao concluir o curso, o aluno deverá realizar sua inscrição no Conselho Regional de Medicina Veterinária, para que possa exercer a profissão no seu estado. Não é necessário fazer exame para se inscrever, porém o médico veterinário deverá arcar com as taxas iniciais e anuidades, para continuar no quadro de profissionais do conselho.

Mercado de trabalho de Veterinária

Muitas pessoas acreditam que o médico veterinário atua somente em pet shops, mas a verdade é que o campo de atuação é amplo. Em um país como o Brasil, que tem grande atividade agropecuária, não faltam oportunidades para atuar, seja em consultório particular ou em grandes empresas.

A clínica é a área mais procurada, pois está mais próxima da realidade do médico veterinário. Nos consultórios e hospitais, os médicos veterinários atuam fazendo diagnósticos e tratamentos de animais domesticados, como cães, gatos, aves, coelhos e alguns tipos de roedores e répteis. São responsáveis também por indicar os melhores alimentos e cuidados com esses animais, com o objetivo de garantir o bem estar do animal no ambiente doméstico.

Os veterinários também podem atuar em zoológicos, juntamente com os biólogos, visando promover a qualidade de vida e a prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças de animais em cativeiro. Essa área de atuação permite o contato com animais diversificados, o que demanda grande dedicação e estudo.

No agronegócio, o veterinário cuida da alimentação e do controle de doenças dos rebanhos, e das técnicas que auxiliam a melhorar a produção, além de atuar na reprodução animal e no melhoramento genético dos animais. Essa é uma área de grande expansão, e que geralmente sofre com a falta de profissionais especializados.

Na saúde pública, o médico veterinário estuda o controle de pragas animais, como ratos, baratas e animais peçonhentos, contribuindo para a diminuição de zoonoses, que são doenças animais que afetam os seres humanos. A vigilância sanitária animal também é uma forma de atuação na saúde pública, pois o veterinário fiscaliza os produtos de origem animal, de forma a garantir que os produtos estejam próprios para a utilização e consumo dos seres humanos.

Salário de um Veterinário

Salário do curso de Medicina VeterináriaOs salários de um médico veterinário vai depender principalmente da área que escolhe atuar. Na clínica, os preços de procedimentos realizados, desde consultas até cirurgias, são baseados em tabelas regionais, mas cada profissional decide quanto cobrar. O salário médio de um médico veterinário que trabalha em clínica própria é de R$ 2.500,00.

Na iniciativa privada, os salários são determinados pelos sindicatos dos médicos veterinários, que indicam o valor pela quantidade de horas trabalhadas por dia. Para trabalhar seis horas diárias, o salário fica em média R$4.000,00, para jornadas de sete horas, o valor sobe para R$5.000,00, e para uma carga horária de oito horas, a remuneração chega a R$6.000,00 por mês.

Para os médicos veterinários que trabalham para várias empresas como consultores ou responsáveis técnicos, o salário depende da quantidade de horas semanais. Trabalhando de três a quatro horas por semana, o valor da responsabilidade técnica é de um salário mínimo, R$788,00. Esse valor pode chegar a R$9.000,00, para um veterinário que trabalha 50 horas por semana.

Faculdades Medicina Veterinária

Faculdades Medicina Veterinária

Os cursos de medicina veterinária são oferecidos em diversas faculdades do país, e tem grande concorrência no ingresso. Cada curso é avaliado pelo conceito do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). São 127 cursos espalhados pelo Brasil, mas desses, somente 20 faculdades possuem o conceito máximo.

Entre os melhores cursos, estão o oferecido pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), nas cidades de Araçatuba e Jaboticabal, em seguida o curso da Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba e o curso da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS), em Porto Alegre, todas essas são faculdades públicas.

Entre as faculdades privadas, as que possuem o conceito máximo no curso de Medicina Veterinária são a Universidade Paulista (Unip), em São José dos Campos, a Universidade de Cuiabá (Pitágoras), a Faculdade Integrado de Campo Mourão, e o Centro Universitário de Maringá.

Agora que você já sabe o que faz um médico veterinário e onde cursar, não esqueça de estudar para o Enem, e conquiste sua vaga na universidade!

COMPARTILHE

comentários

SEM COMENTÁRIOS