Engenharia de produção: Salário, Mercado de Trabalho, Faculdade

Engenharia de produção: Salário, Mercado de Trabalho, Faculdades

Engenharia de produção é a disciplina e também ferramenta que o profissional usa para aumentar a produtividade de uma empresa utilizando os recursos humanos, financeiros, materiais e outros para esse objetivo. Além de ter conhecimentos em métodos de engenharia para mudar a produção, o profissional em engenharia de produção deve ter conhecimentos em economia e também em administração.

A maneira como o profissional se integra à profissão é muito além do ambiente da empresa onde está trabalhando: situações, acontecimentos e diversos fatores que estão fora da empresa faz com que afete a maneira como o profissional irá aplicar o aumento na produtividade dentro da empresa.

O mercado de trabalho para esse profissional está vasto, a aplicação dos conhecimentos se aplica a vários setores da indústria, além também do ramo de serviços e comércio. Na maioria das faculdades são poucos os alunos que não estejam empregados enquanto praticam ou terminam a sua faculdade. O salário inicial para a carga horária de 6 horas diárias está em torno de R$ 3.000, segundo o CREA do estado de São Paulo, isso pode variar de empresa para empresa, mas a média é  em torno desse valor.

Os engenheiros de produção também podem atuar em ramo logístico, principalmente no estabelecimento de métodos e tecnologias para gerar mais resultados e retornos. Ele também poderá atuar em estabelecimentos como um hospital ou uma loja de determinado produto, atuando de maneira a fazer com que as “engrenagens” do estabelecimento funcionem melhor do que era.

Durante o curso da faculdade o estudante aprende as seguintes habilidades:

  • · Habilidades básicas sobre engenharia e a aplicação de tecnologias na resolução de problemas situacionais.
  • · Bastante contato com cálculos, presentes em matemática, física, química, além de outras disciplinas relacionadas.
  • · Obtém conhecimentos e habilidades para gerir um negócio, assim poderá fazer mudanças sem afetar a administração da empresa.
  • · Estratégias e intervenções empresarias, além de organização do trabalho e otimização de processos e relacionados.
  • · Curso com duração média de cinco anos, tempo para obter habilidades como ciências econômicas além das citadas anteriormente.

A profissão de engenheiro de produção é uma profissão muito boa, principalmente se o estudante gostar do que faz, mas fique atento, pois há faculdades e também outros estabelecimentos de ensino que não dão formação completa e preferem dar um curso com foco para alguma especialização específica. Escolha com sabedoria antes de iniciar seu curso de engenharia de produção.


Gostou? Curta nossa página no Facebook e receba conteúdo exclusivo sobre Engenharia de produção: Salário, Mercado de Trabalho, Faculdade.

Related Posts

45 Comentários


  1. Andressa Da Silva, 1 mês atrás

    o nome da empresa e Petrobras "

    Responder


  2. Andressa Da Silva, 1 mês atrás

    Não se faz um curso pensando apenas em uma empresa Felipe. O que acontecera se você não passar no concurso ?

    Responder


  3. Thiago Leme da Silva, 1 semana atrás

    Médias FACUL – Aplicativo Android para calcular automaticamente as médias e armazená-las com as notas de todas as avaliações durante todo o curso
    https://play.google.com/store/apps/details?id=com.tls.medias.facul

    Responder


Poste seu comentário

Siga-nos

Receba por email

logo rss

Digite seu email abaixo e receba nossas últimas atualizações por email.

Coloque o seu email abaixo: